Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Pin-Up Cyber Gothic

 

A expressão Cyber Goth foi utilizada pela primeira vez em 1989 no Reino Unido pela Games Workshop pelo seu jogo para computador, Dark Future. No entanto, o movimento Cyber só se viria a iniciar uma década depois. A fusão entre os movimentos de Londres e Nova Iorque começou em 1999. O visual de David Bowie nos anos 70 foi a inspiração primária para o movimento, contudo com o avanço do tempo foram introduzidos os elementos futuristas. O visual combina elementos do movimento Goth, Rave, Rivethead, inspirando-se nos romances de Cyber Punk, assim como noutros clássicos da ficção científica e o aspecto andrógino é frequentemente procurando, tanto pelo sexo masculino como pelo feminino.

 

Dicas:

1.     Música Cyber. Não existe um género musical apelidado de Cyber. Na primeira metade do século XXI, o instrumental computorizado, efeitos sonoros através de sintetizadores e as texturas do Trance dos anos 90, foram transformados em Futurepop, um termo dado por Ronan Harris, da banda britânica VNV Nation. Existem vários subgéneros musicais que são escutados neste movimento: EBM, Industrial, Rave, Aggrotech, Power Noise, Darkstep, Synthpop, Electropop, Gabber, Intelligent Dance Music e ainda Dark Psytrance. Artistas populares dentro do movimento são: Atari, Teenage Riot, Front Line Assembly, Front 242, Marilyn Manson e Combichrist.

2.     Vestuário CyberA Inspiração futurista e da ficção científica, a paixão pela máquina, pelo radioactivo, pelo Cyber Punk, irão ser as grandes inspirações à moda Cyber. Existem várias vertentes de Cyber, tanto a Punk como a Goth, sendo o movimento influenciado por ambas. Os metalizados, os pretos, as cores ácidas e radioactivas, os florescentes, serão elementos que irão compor o visual dos seguidores deste movimento. Tanto homens como mulheres, procuram um certo ar andrógino, carregado de maquilhagem e abusando na altura das plataformas das suas botas e sapatos. Padrões como riscas horizontais e padrões de inspiração futurista, como se vindo de outra galáxia. O pêlo, tanto preto como de cor florescente, é usado em casacos e botas. Pêlo, vynil, roupa bondage, plásticos, metais, acessórios futuristas são os favoritos.

3.     Trabalhar o cabelo. Outro elemento muito importante do movimento Cyber é o cabelo dos seus seguidores. Sempre com inspiração da ficção científica - as cores vibrantes e agressivas, radioactivas, psicadélicas, as franjas em bico, tubos, fios eléctricos, os dreadlocks tanto de cabelo sintéctico como de metal ou plástico, são os escolhidos. Os rapados e as cristas Punk também são usuais entre os seguidores do movimento Cyber Punk. Óculos de protecção usados na cabeça, frequentemente pintados de preto, com caveiras, pentagramas e o símbolo de radioactivo em cada lente, ou de outras cores, são populares enquanto acessório.  

4.   Maquilhagem. É uma parte essencial no movimento Cyber, pois dá o efeito futuristico, psicadélico e obscuro, captando todo o espírito frenético de quem arrasa na pista de dança e como se acabasse de chegar de um futuro longínquo. Observar fotografias de seguidores do movimento é uma bom modo de encontrar inspiração e de conhecer melhor as técnicas de maquilhagem. Contudo, é de vincar, que inovação e criatividade são as palavras-chave.

     *  As bases de tons mais claros (quase que pálidos) são as favoritas. A pele pálida é uma herança do movimento Goth. Contudo, se a tua complexão não for pálida ou clara, não haverá problema. É muito raro de ver pessoas morenas neste movimento, mas não deverá ser um entrave.

    *  Sobrancelhas. Muitos seguidores do movimento Cyber fazem a depilação completa às suas sobrancelhas e escolhem desenhá-las. Podem ter vários formatos, contundo os desenhos angulosos são os favoritos. A paleta de cores vai desde o preto até às cores mais extravagantes.

    *  Olhos. Os olhos tendem a ser os elementos mais destacados no rosto. Delineados, tanto na pálpebra superior como inferior, preenchido com sombra, eyeliner e alguns escolhem aplicar pequenos autocolantes. A paleta de cores favorita são os pretos e os metalizados, onde está presente a inspiração futurista. Contudo, as cores ácidas como os florescentes: amarelos, verdes e rosas - também são populares, numa combinação tóxica.

    * Lábios. Não tendem a ser tão realçados, pois os piercings são bastante populares e costumam serem escolhidos os lábios. Contudo, batons vermelhos e pretos, numa herança do movimento Goth, são os mais usados. No entanto, outras cores, nomeadamente ácidas e florescentes, também são utilizadas.

SiSen (DJ japonês) 

 

Sugestões:

·       Dança. O movimento Cyber tem o seu próprio estilo de Dança. Sê bom observador, contempla as outras pessoas que estão a dançar na pista e observa bem os seus movimentos (ter uma boa memória visual é uma grande ajuda!). Procura no YouTube e em outros websites por movimentos de dança Cyber. Frequenta raves, discoteca ou clubes em noites em que a música escolhida seja Industrial ou subgéneros do Metal, dependendo do teu gosto pessoal.

·        Entretenimento. Como um movimento baseado numa fantasia futurista, a paixão pela máquina, pela industrialização e pela ficção científica, fazem fluir este gosto para todos os aspectos da vida dos seguidores deste movimento. Como tal, filmes e livros de ficção científica, romances que descrevem futuros longínquos, contactos com extraterrestes e robots, até à banda desenhada japonesa, Manga, que aborda os temas como o Cyber Punk. 

Rapaz Cyber Gothic

 

Avisos:

·         Este é um movimento raro em Portugal, o que faz com que as pessoas no nosso país não estejam habituadas a ver pessoas com vestuário Cyber. As reacções poderão ser diversas, mas a mais frequente é espanto e até mesmo receio. Se alguém mais ousado te dizer algo depreciativo pelo modo com te apresentas, não te importes com isso. Por outro lado, se vives nas grandes metrópoles de Porto ou Lisboa, terás mais facilidade em encontrar pessoas da comunidade Cyber e mais eventos e festas a que podes ir. Contudo, se vives num meio mais pequeno, não te preocupes, não é razão para não seguires os teus gostos e inclinações pessoais. Não dês ouvidos à ignorância das pessoas, elas apenas não compreendem o teu ponto de vista.

Rapariga Cyber Gothic

 

 


música Night of the Living Dead ~ Misfits

publicado por Be Alternative Blog às 11:13 | link do post | comentar

6 comentários:
De Anónimo a 9 de Março de 2011 às 01:58
Porraaaa!!! Há quem se vista mesmo assim!? :O


De Be Alternative Blog a 9 de Março de 2011 às 13:40
Pelos vistos, há.


De asdasdasda a 8 de Junho de 2011 às 03:12
Sim, cyber góticos são comuns nos EUA, Brasil ou outros lugares, eu mesmo sou um cyber gotico e o estilo cresce a cada momento!


De CJ a 28 de Setembro de 2011 às 06:19
Sim palhaco, nos se vestimos assim,sou cyber e kato mais mulher q vc.


De Anónimo a 28 de Setembro de 2011 às 06:24
Sim palhaco, eu sou cyber e e visto assim (roupa masculina) e kato mais mina q vc


De luciane a 6 de Março de 2012 às 07:18
O seu trouxa, existe sim e eu sou uma cyber. e sou melhor que você. ´prefiro ser assim a ser filinho de papai


Comentar post

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Rasta

Beatnik (60's)

Hipster (2000's)

Vintage (70's - 90's)

Heavy (70's)

Retro (60's)

Rock

Ploc (80's revival)

Indie (rapazes)

Indie (raparigas)

arquivos

Março 2011

Março 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2008

tags

avisos

movimento beatnik

movimento cyber

movimento emo

movimento goth

movimento grunge

movimento harajuku

movimento heavy

movimento hippie

movimento hipster

movimento indie

movimento lolita

movimento ploc

movimento punk

movimento rasta

movimento retro

movimento rock

movimento rockabilly

movimento scene

movimento skater

movimento vintage

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds