Sábado, 27 de Março de 2010

 Cher, Sonny e Bob Dylan

 

Beatnik é um termo criado pelos mass media para catalogar um movimento contra-cultura que surgiu nos anos 60 na literatura, que se proclamava contra o materialismo. Desde então, tem sido alvo de muitos estereótipos e normalmente associado a estudantes de  Belas Artes. Mas, nem tudo isto é correcto. Como surgiu nos finais da década de 60, desenvolveu-se em oposição á cultura Punk e á cultura Hippie e, claro, á moda popular em vigor na altura, conhecida actualmente como Retro.   

 

Dicas:

  1. Torna-te familiar com a filosofia Beatnik; é esta a base essencial. Beatnik é um movimento filosófico, pelo filosofia irá influenciar a decisão de vestuário. É um movimento alternativo, logo é contra a cultura corrente, contra o “popular”, contra o materialismo, contra a sociedade de consumo, apelava ao indivíduo fazer introspecções (reflexões sobre ele mesmo), sublinhava que se devia melhorar o nosso ser interior, estando este acima das posses materiais. Alguns adoptaram o Budismo e Taoísmo como religião. A política tinha tendência a ser Liberal e alguns envergaram pelo Comunismo, mas esta corrente política não está directamente ligada ao movimento. Contudo, o movimento demonstrou mais pessimismo na mudança do que optimismo.
  2. Lê livros de escritores do movimento; Familiariza-te com poetas Beat como Ginsberg e Jack Kerouac. É essencial ler On the Road de Jack Kerouac. William Burroughs também é aconselhado.
  3. Começa a ouvir Jazz; Anaïs Nin chamou ao Jazz “a linguagem da alma”. Outros géneros musicais como Blues e Folk, especialmente a música de intervenção, como Bob Dylan e Zeca Afonso.  Pink Floyd e The Beatles, também eram populares. Toda a música que apele á introspecção e á mudança de mentalidade era popular no movimento Beatnik.
  4. Começa a fazer reflexões; sobre a consciência, sobre a religião, os valores, o que é moral e o que não o é e porquê, sobre o sexo, sobre as drogas, sobre a experiência humana, sobre a mente, lê livros de psicologia e reflecte sobre eles.
  5. Compra um bloco de notas e inicia-te na poesia; não é necessário ser poesia com floreados e um vocabulário erudito, inverna numa poesia livre e simples, se quiseres. Não precisa de rimar nem ser coerente, o que importa é que tenha significado para ti. Actualmente, até podes criar um blog onde podes apresentar a tua poesia e os teus escritos.
  6. Frequenta cafés e pubs direccionados a artistas; lá podes escrever a tua poesia, conversar com outras pessoas que tenham os mesmos interesses em poesia e outras artes como pintura, teatro, desenho, dança, fotografia, etc. Podes discutir sobre política e outros temas e podes ler a tua poesia e ouvir a de outros poetas em serões.
  7. Em termos de vestuário; não compres roupa de preços caros, isso seria hipócrita. Compra a tua roupa em lojas baratas e de preferência que vendam roupa produzida no teu país; se vives numa grande cidade procura na Baixa. Quanto á moda Beatnik, o preto era a cor de ordem para todo o vestuário. As boinas (conhecidas popularmente como “boina de pintor”) eram muito famosas e ficaram estereotipadas no movimento. A roupa formal, como camisas, vestidos rectos, saias tubo, sapatos clássicos, calças de fato (para homem), eram muito utilizadas. Blusões de cabedal e blazers de fato. Camisolas às riscas pretas e brancas ficaram também associadas ao movimento. Camisolas de gola alta. Camisolas justas de manga comprida. Calças justas com sabrinas para as raparigas era muito comum. Roupa simples, económica e sempre preta.
  8. Era muito comum entre os homens usarem barba no queixo e no bigode, a vulgo “pêra”. O cabelo comprido e despenteado era popular devido ao choque que causava na população conservadora (actualmente, já não causa choque). Para as raparigas, cabelos compridos e naturais, podes optar uma dramática franja cortada em casa, tudo num protesto contra os salões de cabeleireiro.
  9. Tocar Bongos era muito conhecido no movimento Beatnik; que até se tornou um estereótipo do movimento.

 

Edie Sedgwick (modelo e actriz norte-americana dos anos 60) 

 

Sugestões:

  1. Bons músicos Jazz e Blues incluem: John Coltrane, Miles Davis, Billie Holiday, Frank Sinatra, Nat “King” Cole, Ray Charles, Edith Piaf, B.B. King, Muddy Waters, Nina Simone, Lois Armstrong, Ella Fitzgerald, etc.
  2. Boa Literatura Beatnik: Allen Ginsberg (sendo o seu poema mais marcante para o movimento: "Uivo", escrito em 1956), Jack Kerouac ("Pela Estrada Fora", de 1957) e William S. Burroughs ("Festim Nu", de 1959). Charles Bukowski e Gregory Corso também fazem parte da literatura básica do movimento durante os anos 60. Livros de Henry Miller, Anäis Nin, Nietzsche e Marquês de Sade, também era muito frequentes.

 

 

personagem Michael Fitzsimmons, um beatnik, do filme "Peggy Sue Got Married" de Francis Ford Coppola.

Aconselho a visualização do filme.


música "Blowing In the Wind" - Bob Dylan

publicado por Be Alternative Blog às 21:51 | link do post | comentar

15 comentários:
De Hanye a 21 de Abril de 2010 às 15:09
awesome c:


De Rita a 7 de Maio de 2010 às 11:49
só para q n haja nenhuma falha de informação, onde dizes "Bob Dylan and friends" os friends sao a Cher e o Sonny


De Be Alternative Blog a 3 de Março de 2011 às 23:12
Obrigado! :D


De Ana a 19 de Junho de 2010 às 23:47
porque nao fazes um sobre brazes (a nova grande tendencia). não é de todo alternativo, mas...


De Be Alternative Blog a 26 de Junho de 2010 às 19:09
Porque não tem nada de alternativo, lá está.


De catarina a 19 de Junho de 2011 às 00:57
os brazes são ridiculos, é apenas um nome para a população que tenta dar ao chungas um ar mais beto. É um estilo sem imaginação baseado na 'moda'


De dany a 9 de Agosto de 2010 às 17:48
sempre gostei muito deste estilo (:


De Anónimo a 18 de Agosto de 2010 às 12:23
Poderias fazer uns post´s referentes aos anos 20, 30,...80,90?


De Be Alternative Blog a 5 de Março de 2011 às 21:42
Já tenho esses posts no blog.
anos 20, 30, 40 - Vintage
anos 50 - Rockabillie
anos 60 - Retro e Hippie
anos 70 - Punk
anos 80 - Goth e o revivalismo na Disco, chamado de Ploc
anos 90 - Grunge


De jo" a 17 de Outubro de 2010 às 19:48
podias publicar alguma coisa sobre o look surfista? :D
Obrigada, continua com o bom trabalho :')
beijo


De Be Alternative Blog a 3 de Março de 2011 às 23:12
Vou ver o que posso fazer (:


De Marcela a 20 de Novembro de 2010 às 02:07
Faça um sobre Junkies, por favor !!!


De Be Alternative Blog a 3 de Março de 2011 às 23:11
Junkies é o calão inglês para "drogados", não é um estilo.


De Sands a 8 de Março de 2012 às 21:17
Olá!
Mais uma vez, parabéns pelo blog. :)
Podias acrescentar que há um filme (Howl) que retrata o famoso poema de Allen Ginsberg, e que ajuda muito a perceber o que era a geração beatnik.

Bjs. :*



De João Paulo de Oliveira a 27 de Junho de 2012 às 02:05
muito bom! somos beats, man!
Let it Beatnik http://jackerouac.com


Comentar post

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Rasta

Beatnik (60's)

Hipster (2000's)

Vintage (70's - 90's)

Heavy (70's)

Retro (60's)

Rock

Ploc (80's revival)

Indie (rapazes)

Indie (raparigas)

arquivos

Março 2011

Março 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2008

tags

avisos

movimento beatnik

movimento cyber

movimento emo

movimento goth

movimento grunge

movimento harajuku

movimento heavy

movimento hippie

movimento hipster

movimento indie

movimento lolita

movimento ploc

movimento punk

movimento rasta

movimento retro

movimento rock

movimento rockabilly

movimento scene

movimento skater

movimento vintage

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds